Braga, quarta-feira

Requalificação de ribeiras em Famalicão abre caminho à construção de variante à EN14

Regional

15 Setembro 2020

Lusa

A Câmara de Vila Nova de Famalicão vai avançar com a valorização e requalificação ambiental e paisagística das ribeiras de Ferreiros e Penouços, abrindo caminho à construção de um novo troço da variante à EN14, anunciou hoje o município.

Em comunicado, aquela câmara do distrito de Braga refere que a intervenção nas duas ribeiras vai implicar um investimento de cerca de 300 mil euros e incidirá sobre uma área total de aproximadamente 66 mil metros quadrados.
 

Como resultado de um protocolo hoje assinado entre a autarquia e a Infraestruturas de Portugal (IP), será ainda criado um percurso pedonal e ciclável que vai ligar as freguesias de Lousado e Ribeirão, em Famalicão, ao concelho da Trofa, no distrito do Porto.
 

A intervenção naqueles dois afluentes do rio Ave vai permitir desbloquear a aprovação do estudo do impacto ambiental referente à construção do novo troço da variante à Estrada Nacional 14, que liga a rotunda de Santana, em Ribeirão, à nova travessia sobre o Ave.
 

Citado no comunicado, o presidente da Câmara de Famalicão, Paulo Cunha, refere que o tratamento das ribeiras vai, desde logo, permitir eliminar obstáculos técnicos à construção da nova ligação entre Famalicão e a Trofa e da nova ponte sobre o rio Ave.
 

Paulo Cunha sublinha que a intervenção, ao viabilizar o avanço da variante à EN14, permitirá igualmente que a empresa de pneus Continental Mabor “reúna as condições necessárias para aumentar a sua nave industrial”.
 

“É mais uma etapa que se cumpre para a valorização de um território que não é só de um concelho, mas de um eixo que liga os concelhos de Famalicão, Trofa e Maia e que é o eixo mais exportador do país”, disse o autarca.
 

Segundo um comunicado da IP, as operações previstas incluem a execução de bacias de retenção na ribeira de Ferreiros para reter os picos de cheia.
 

A isto, soma-se o reperfilamento da ribeira de Ferreiros, de modo a reconfigurar e, consequentemente, delimitar a área inundável, protegendo a envolvente dos efeitos nefastos associados a períodos de maior pluviosidade.
 

O protocolo contempla ainda a beneficiação das passagens hidráulicas atravessadas pelo projeto, a requalificação ambiental das ribeiras de Ferreiros e Penouços, das zonas interferidas do Rio Ave e daquelas duas ribeiras.
 

Está ainda contemplado o desenvolvimento de percursos pedonais e cicláveis nas áreas alvo de integração paisagística.
 

“Com a assinatura deste protocolo, será dado um importante passo com vista à concretização deste projeto estruturante para os municípios e para o ordenamento deste território”, refere a IP.
 

Acrescenta que o empreendimento “irá contribuir para o desenvolvimento da economia local e para a melhoria da qualidade de vida”.
 

A IP sublinha que a EN-14, que liga a Maia a Famalicão, atravessa vários aglomerados urbanos “que por si só geram muito tráfego, especialmente pesado, situação agravada por este ser o principal corredor de escoamento para as diversas áreas industriais e empresariais” da zona.
 

“Nesse sentido, foi já realizado um conjunto de investimentos nesta via, de forma a eliminar os constrangimentos nos percursos existentes, aproximando assim os municípios da Vila Nova de Famalicão, Trofa e Maia”, refere ainda a empresa.

 

Deixa o teu comentário

Bem-vindo á Antena Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho