Braga, quinta-feira

Ricardo Soares ambiciona Moreirense a jogar mais e melhor na receção ao Boavista

Desporto

01 Outubro 2020

Redação

O treinador Ricardo Soares alertou hoje que o Moreirense tem de jogar mais e melhor para sair vitorioso da receção ao Boavista na sexta-feira, no encontro inaugural da terceira jornada da I Liga de futebol.

O treinador Ricardo Soares alertou hoje que o Moreirense tem de “jogar mais e melhor” para sair vitorioso da receção ao Boavista na sexta-feira, no encontro inaugural da terceira jornada da I Liga de futebol.

“O Boavista faz um investimento forte em jogadores de enorme qualidade, mas pensamos em nós e queremos jogar mais e melhor, procurando ser eficazes a defender e agressivos no ataque. Espero dificuldades, mas estamos convictos de que podemos ganhar e tudo faremos pelos três pontos”, frisou o técnico, em conferência de imprensa.

Depois do triunfo caseiro sobre o Farense (2-0) e da derrota na visita ao Benfica (0-2), os minhotos recebem um adversário “que ainda está a cimentar o seu processo” e continua à procura da primeira vitória na edição 2020/21 da I Liga, apesar de patentear uma identidade que privilegia “uma construção forte a partir de trás” e o “domínio do jogo”.

“Estamos preparados para isso e há espaços que poderemos atacar. Temos a nossa capacidade, acreditamos em nós e os jogadores conhecem cada vez mais o nosso processo de jogo. Alguns chegaram tarde, mas aos poucos têm assimilado as minhas ideias e hoje a equipa está mais preparada para ir a jogo”, analisou Ricardo Soares.

O Moreirense teve seis suplentes em nove possíveis nas duas rondas, cenário que “já não se vai notar” diante do Boavista, em função das recentes chegadas do médio David Tavares e do avançado Walterson Silva, além da recuperação de Yan e do regresso de Nahuel Ferraresi, que cumpriu uma suspensão de dois jogos oriunda da última época.

“Para mim, importa mais ter os jogadores preparados para demonstrarem a sua competência e qualidade. Isso só se consegue com treino, tempo, assimilação de processos, conhecimento do jogo e das nossas ideias e, fundamentalmente, com uma preparação física adequada para a competição em que estamos”, apontou.

O interregno do campeonato devolverá um plantel “mais preparado e sem tanta discrepância” entre os reforços, coincidindo com o encerramento do mercado de transferências, período que Ricardo Soares considera ser “extremamente difícil” para a gestão emocional de atletas e treinadores e uma fonte de “indefinição” nos clubes.

“As duas semanas que se aproximam são fundamentais, porque temos jogadores recém-chegados com qualidade e poucos treinos connosco. Isso tem custos, mas temos de minimizá-los, porque o mais importante é o jogo com o Boavista. Temos de entrar com grande determinação, caráter e compromisso para atingir os objetivos”, concluiu.

O guarda-redes Kewin, o defesa Abdu Conté, o médio Sori Mané e o avançado Derik Lacerda continuam entregues aos cuidados do departamento médico dos minhotos.

O Moreirense, nono classificado, com três pontos, recebe o Boavista, na 16.ª e antepenúltima posição, com um, na sexta-feira, às 19:00, no Estádio Comendador Joaquim de Almeida Freitas, em Moreira de Cónegos, no encontro inaugural da terceira jornada da I Liga, que terá arbitragem de Manuel Mota, da associação de Braga.

Deixa o teu comentário

Bem-vindo á Antena Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho