Braga, terça-feira

Rio pediu maior intervenção na política europeia

Regional

01 Fevereiro 2020

Redação

PRESIDENTE da câmara de Braga participou no Cities Forum, que se realizou no Porto. Rio alertou para o perigo da centralização das decisões.

Maior capacidade de influência para as cidades definirem quais devem ser os apoios europeus foi o pedido deixado pelo presidente da Câmara Municipal de Braga no painel do Cities Forum, que decorreu no Porto. Ricardo Rio alertou ainda para o perigo das decisões serem cada vez mais centralizadas.

O presidente da Câmara Municipal de Braga, que participou na quarta-feira no painel ‘Como a Iniciativa Urbana Europeia apoiará as cidades’, admitiu que “não faz sentido, por exemplo, que a Comissão Europeia alerte para a necessidade da renovação das frotas de transportes públicos para meios mais sustentáveis, mas depois as verbas para a mobilidade disponíveis por parte da Comissão Europeia são para outras coisas menos prioritárias”.

Daí que Braga, continuou o autarca, esteja a fazer um “enorme esforço para renovar a frota dos Transportes Urbanos de Braga, mas grande parte do financiamento é do Município”.

Um outro aspecto que o presidente destacou é a “urgência” de deixar de olhar apenas para as capitais e dar mais atenção a outras cidades que “também têm desenvolvido excelente trabalho e que necessitam de maior apoio financeiro”.

Durante este painel, Ricardo Rio pediu ainda à Comissão Europeia para que haja uma “maior proximidade com as cidades”, nomeadamente ao nível da Eurocities, a rede das maiores cidades europeias da qual Braga faz parte desde 2016. “No ano passado pedimos para que houvesse um vice-presidente da Comissão para a política urbana e, apesar de não termos sido ouvidos nesse aspecto em particular, foram dados passos positivos nesse sentido e apelamos a que a nova Comissão consiga promover um papel mais relevante para as cidades na definição da agenda urbana europeia”, referiu, perante uma plateia onde estava a Comissária Europeia para a Coesão e Reformas, a portuguesa Elisa Ferreira.

O presidente da Câmara Municipal de Braga referiu ainda que as transformações que as cidades necessitam devem ganhar maior capacidade financeira no próximo quadro orçamental europeu e que é fundamental que sejam ouvidos os autarcas, os responsáveis políticos mais próximos dos cidadãos. Além disso, Ricardo Rio elogiou “os diversos programas de financiamento europeu para a troca de boas práticas entre cidades europeias, como é o caso das redes Urbact, um programa muito relevante e que tem sido fundamental para Braga nestes últimos anos”.

Por fim, o presidente deixou um pedido para que a Comissão Europeia continue a apoiar programas que permitam o teste de novas soluções urbanas, como é o caso da Urban Innovative Actions.

Deixa o teu comentário

Bem-vindo á Antena Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho