Braga, quarta-feira

Rock in Rio adia edição no Rio de Janeiro para setembro de 2022

Diversos

06 Março 2021

Lusa

A edição brasileira do festival Rock in Rio foi adiada para setembro do próximo ano, "devido ao cenário de incerteza que se vive a nível mundial, provocado pela pandemia", anunciou a organização, em comunicado.

"Uma vez que se aproxima a data de início de montagens do festival, a Organização do Rock in Rio decide assim adiar o evento inicialmente previsto para setembro de 2021, no Rio de Janeiro, para os dias 2, 3, 4, 8, 9, 10 e 11 de setembro de 2022", lê-se no comunicado assinado pelo presidente e fundador do festival, Roberto Medina.
 

O anúncio das novas datas da edição do Rock in Rio Brasil acontece poucas horas depois de a organização ter divulgado um novo adiamento, por mais um ano, da 9.ª edição Rock in Rio Lisboa, para os dias 18, 19, 25 e 26 de junho de 2022.
 

Sobre a edição original brasileira, Roberto Medina justificou o adiamento com a necessidade de "preservar vidas, neste momento".
 

“O Rock in Rio mobiliza pessoas dentro e fora da Cidade do Rock. Recebemos turistas de absolutamente todos os Estados brasileiros, além do Distrito Federal [Brasília], e também de mais de 70 países. São 28 mil pessoas que trabalham para levar festa e alegria para as 700 mil pessoas que nos visitam", lê-se no comunicado.
 

"Em setembro de 2022 estaremos juntos de novo e prontos para o melhor Rock in Rio de todos os tempos”, concluiu Roberto Medina.
 

O adiamento da edição brasileira acontece quando o país vive a situação mais grave, desde o início da pandemia, ao atingir números recorde de mortes (1.699 pessoas, nas últimas 24 horas) e de casos diários de infeção (75.102, na quinta-feira), nas últimas semanas.
 

Além de atravessar um forte agravamento da pandemia, o Brasil lida ainda com a nova estirpe detetada no Amazonas (P.1), que já se espalhou pelo território nacional e que, segundo o ministério brasileiro da Saúde, é pelo menos "três vezes mais contagiosa" do que a original.
 

Quanto à 9.ª edição do Rock in Rio Lisboa, esteve inicialmente prevista para os dias 20, 21, 27 e 28 de junho de 2020, mas foi adiada, pela primeira vez, em abril do ano passado, para os dias 19, 20, 26 e 27 de junho deste ano, após o decreto do primeiro estado de emergência. Na altura, a organização garantia igualmente a realização da edição de 2022 do festival.
 

As novas datas - 18, 19, 25 e 26 de junho de 2022 - foram anunciadas pela organização, na noite de quinta-feira, numa mensagem assinada pela vice-presidente do Rock in Rio, Roberta Medina.
 

O Rock in Rio Lisboa realiza-se de dois em dois anos, desde 2004, no Parque da Bela Vista, na capital portuguesa, onde é montada a Cidade do Rock.
 

Para a 9.ª edição estavam confirmados nomes como os dos Foo Fighters, The National, The Black Eyed Peas, Post Malone, Duran Duran, Anitta, A-ha e Bush.
 

Segundo a organização, os bilhetes já adquiridos para o festival "mantêm-se automaticamente válidos para a próxima edição".
 

O anúncio do adiamento do Rock in Rio Lisboa aconteceu dois dias depois de o festival Primavera Sound, no Porto, ter também adiado, por mais um ano, a edição inicialmente prevista para junho de 2020.
 

Em Portugal, há vários festivais de música previstos para o próximo verão, entre os quais o Alive (julho), em Oeiras, o Super Bock Super Rock (julho), em Sesimbra, o Sudoeste (agosto), em Odemira, e o Paredes de Coura (agosto), no distrito de Viana do Castelo.
 

Em janeiro, associações representativas do setor iniciaram reuniões, com a tutela da Cultura, e a presença da Direção-Geral da Saúde, em busca de soluções para o período após confinamento.
 


O verão do ano passado decorreu sem os habituais festivais e a Associação Portuguesa de Festivais de Música (Aporfest) estimou uma perda de cerca de 1,6 mil milhões de euros, contra os dois mil milhões originados em 2019.

Deixa o teu comentário