Braga, segunda-feira

Secular Festa de S. Brás enche de orgulho comunidade de Tebosa

Regional

10 Fevereiro 2020

Redação

As seculares festas em honra de S. Brás enchem de orgulho a população de Tebosa que viveu, este fim-de-semana, a grande festa da freguesia que costuma ser abençoada com dias de sol.

As seculares festas em honra de S. Brás enchem de “orgulho” a população de Tebosa que viveu, este fim-de-semana, a “grande festa da freguesia”, contou Joaquim Coelho, da Junta de Freguesia de Tebosa.

Joaquim Coelho lembra-se de ouvir histórias da gente de freguesia que “esta festa terminava em zaragata por causa dos namorados. A disputa começava com o Santo Amaro, em Arnoso Santa Eulália, continuava no S. Vicente, em Sezures, e o S. Brás, em Tebosa, era uma espécie de batalha final”, gracejou.

Reza também a história, que “nunca chovia no dia de S. Brás, embora, ultimamente, já tenha havido uns dias mais molhados”, contou Joaquim Coelho.

Estas festividades atraem muita gente e muitos emigrantes que já reservam estes dias para virem às festas da terra. “Há cada vez mais emigrantes naturais de Tebosa que vêm cá numa corrida no fim-de-semana só para as festas em honra de S. Brás”, acrescentou Joaquim Coelho.

No dia de S. Brás que se assinalou no dia 3 de Fevereiro realizou-se uma missa em honra do santo.

A devoção e a fé do povo da freguesia de Tebosa a S. Brás conheceu ontem o ponto alto, através da realização dos actos religiosos com a saída da grandiosa procissão em honra do santo que foi acompanhada pela actuação do Grupo de Bombos Santiago Maior de Poiares de Ponte de Lima.

Despique de fogo-de-artíficio iluminou o céu com S. Brás no centro da festa

Duas grandiosas sessões de fogo-de-artifício iluminaram o céu em Tebosa. A primeira teve lugar à meia-noite de sábado e a segunda 15 minutos antes da uma da madrugada. Um despique “saudável” que atraiu milhares de pessoas que não perdem este despique, cujo vencedor encerra as festas em honra de S. Brás.

A comissão de festas é composta, maioritariamente por jovens, que não querem deixar “cair a tradição da freguesia”, assumindo, assim, a tarefa de realizar as festas com “um programa cada vez mais apelativo”, contou Miguel Silva, da comissão de festas.

E, assim aconteceu, a edição deste ano apresentou um cartaz de “luxo”, levando alguns dos nomes mais sonantes do panorama musical nacional. O primeiro artista a subir ao palco foi Carlos Ribeiro e a sua banda que contou com a participação da cantadeira Deolinda Passos.

No sábado à noite, a Banda Europa Multishow animou a festa e a entrada em palco de Quim Roscas e Zeca Estacionâncio foi o grande destaque da programação das festas, enchendo todo o recinto da freguesia de Tebosa. “Foi, sem dúvida, um bom cartaz. O tempo ajudou, mas mesmo assim não estávamos à espera de gente de tanta gente”, disse outro elemento da comissão de festas, Bruno Vilaça.

Miguel Silva conta que, antigamente, “a comissão era composta apenas por homens casados, mas agora, dada falta de gente, entram todos, sem qualquer distinção”.

No balanço de um ano de trabalho que culmina com a festa, os elementos que integram a comissão de festas têm o sentimento de “dever cumprido”.

Tebosa tem como patrono o Divino Salvador, mas S. Brás é dos santos mais venerados pela comunidade, com expressão numa grande festa que atrai milhares de pessoas à freguesia.

Deixa o teu comentário