Braga, segunda-feira

Sobe para 184 o número de mortos com Covid-19 no concelho de Braga

Regional

06 Fevereiro 2021

Redação

No concelho de Braga registaram-se ontem mais dois mortos com Covid-19, havendo agora a lamentar 184 óbitos desde o início da pandemia. O presidente da Câmara Municipal de Braga denuncia que é intolerável que um pouco por todo o concelho ainda exista um ou outro estabelecimento que teima em violar as regras e alimentar condutas que são factores de risco para a propagação do contágio.

Subiu para 184 o número de óbitos associados à infecção pelo novo coronavírus, no concelho de Braga. Ontem registaram-se mais duas mortes.


Num ponto da situação epidemiológica efectuado ao final da tarde de ontem, apurou-se que nesta sexta-feira há registo de 101 novos casos de Covid-19 confirmados no concelho.
 

 São agora 16.051 os casos de Covid-19 registados desde o início da pandemia o que equivale a cerca de 8% da população bracarense.


O número de recuperados também continua a aumentar. São agora 14.784 os recuperados, mais 214 do que anteontem.
 

O concelho de Braga tem assim 1.083 casos activos na comunidade.


Em vigilância activa estavam ontem 1766 pessoas que tiveram contacto de risco com alguém infectado. São menos 141 do que na quinta-feira.


Os novos casos de Covid-19 confirmados esta semana demonstram uma tendência decrescente, mas a situação é ainda muito grave, com Braga a figurar na lista de concelhos de risco extremo para o contágio.


O perfil dos novos infectados tem sofrido uma alteração drástica. Os novos casos diagnosticados referem-se não só a idosos, mas sobretudo a pessoas mais jovens.
 

 Ricardo Rio: “Tolerância zero” para quem não cumprir regras do Estado de Emergência
 

O presidente da Câmara Municipal de Braga denuncia que “é intolerável” que “um pouco por todo o concelho ainda exista um ou outro estabelecimento que teima em violar as regras e alimentar condutas que são factores de risco para a propagação do contágio”.


Ricardo Rio garante que a Polícia Municipal, a PSP e a GNR vão manter a fiscalização aplicando “tolerância zero” para quem não cumprir as regras.


Num vídeo divulgado esta semana à população, o presidente da Câmara de Braga além de efectuar o balanço epidemiológico do mês de Janeiro — que fica marcado pelo registo de mais 30 óbitos — volta igualmente a apelar ao sentido de responsabilidade individual e colectivo.


Apesar do processo de vacinação estar em marcha e ser “o principal elemento de esperança para o futuro”, o edil refere que é preciso estarmos conscientes de que até ao final de Março “pouco será aligeirado” no conjunto de regras que temos de cumprir.


Nota ainda que, do ponto de vista da vivência pública, “está posta de parte a realização de qualquer grande evento ao longo dos próximos meses”.

Deixa o teu comentário