Braga,

Socialista italiano David-Maria Sassoli eleito presidente do PE

Internacional

03 Julho 2019

Lusa

O socialista italiano David-Maria Sassoli venceu hoje a eleição para a presidência do Parlamento Europeu (PE) com uma maioria absoluta de 345 votos, na segunda volta da votação, anunciou o presidente da assembleia europeia, Antonio Tajani.

“Sassoli é o novo presidente do PE, saúdo-o e convido-o a assumir a presidência”, disse Tajani.
 

O socialista italiano foi eleito na segunda ronda com uma vantagem de nove votos sobre a maioria de 50% mais um, estabelecida nesta votação nos 334 votos, depois de na primeira ronda ter ficado a apenas sete votos da maioria.
 

Dos outros três candidatos, o segundo mais votado foi o checo Jan Zarahdil, dos Conservadores e Reformistas (ERC), com 160 votos, menos dois que na primeira volta, seguido da alemã Ska Keller, dos Verdes, família política a que pertence o português PAN, com 119 votos (menos 14), e da espanhola Sira Rego, candidata da Esquerda Unitária (a que pertencem BE e PCP), com 42 votos (mais um).
 

Do total de 748 deputados, os 751 que compõem o PE menos os três eurodeputados catalães que não puderam tomar posse, 704 participaram na votação, tendo havido 667 votos válidos e 37 votos inválidos.
 

David-Maria Sassoli, 63 anos, foi eleito pela primeira vez para o PE em 2009, pelo Partido Democrático (PD, centro-esquerda)e na anterior legislatura, 2014-2019, exerceu uma das 14 vice-presidências da assembleia europeia.
 

O nome do italiano foi proposto pelo grupo socialista após o acordo alcançado no Conselho Europeu na terça-feira, que prevê que na segunda metade do mandato seja um membro do Partido Popular Europeu (PPE, que integra os portugueses PSD e CDS-PP) a ocupar a presidência do Parlamento Europeu.
 

O PPE e o grupo Renovar a Europa (liberais), primeira e terceira maiores forças do hemiciclo, não apresentaram candidatos à eleição de hoje.