Sporting de Braga quer final da Taça, mas FC Porto tem selo de 'Champions' - Carvalhal

Desporto

02 Março 2021

Lusa

O treinador Carlos Carvalhal disse hoje que o Sporting de Braga tem uma "vontade muito grande" de chegar à final da Taça de Portugal de futebol, mas alertou para um FC Porto com "selo" de Liga dos Campeões.

Na primeira mão, há três semanas, em Braga, o jogo acabou empatado 1-1, pelo que "o FC Porto está em vantagem nesta altura", afirmou o técnico na antevisão da partida, à televisão do clube.
 

"Temos consciência que vamos jogar contra uma grande equipa, com uma organização muito forte, com selo e qualidade de ‘Champions League', com um grande treinador, muito difícil de ser batida, e a jogar no seu terreno", elogiou Carlos Carvalhal.
 

O técnico prometeu um "Sporting de Braga organizado, muito motivado também, com vontade de chegar à final sabendo que, para chegar lá, tem que fazer golos".
 

"O trabalho é hercúleo, mas a ambição é proporcional a essa dificuldade e temos a esperança e a expectativa de chegar à final", frisou.
 

Após a conclusão da última jornada da I Liga, os minhotos ultrapassaram precisamente os ‘dragões' e são agora segundos classificados.
 

"A nossa equipa tem estado bem, é equilibrada, ataca bem, pratica um bom futebol, é positiva, quando tem de defender, fá-lo muito bem também. Temos tentado melhorar a equipa dentro dos limites de tempo, há umas semanas largas consecutivas que não temos tido tempo para treinar, a equipa tem correspondido na sua plenitude, mas acho que ainda pode melhorar", disse.
 

Moura, David Carmo, Castro, Iuri Medeiros e Rui Fonte estão lesionados e Sequeira, Raul Silva e Sporar estão em dúvida para o jogo com os portistas.
 

"Para os menos atentos, e não querendo baixar em demasia as expectativas, mas é importante que toda a gente meta os ‘pés no chão', recordo que no último jogo [vitória 2-1 no terreno do Nacional], o Bruno [Rodrigues], da equipa B, jogou [como titular] não porque não mereça, mas fundamentalmente porque os jogadores da equipa principal estavam indisponíveis e daí o emergir de um potencial jogador, que é um jovem que ainda não está rotinado connosco, mas que esteve muito bem", disse.
 

Carlos Carvalhal notou ainda que o avançado Vítor Oliveira também jogou na Madeira, sobretudo porque "Sporar estava indisponível com uma lombalgia", que, no banco, "estava o Hernâni, outro jogador da equipa B, que foi chamado devido à indisponibilidade dos jogadores da equipa A" e que, na segunda-feira, chamou o jovem avançado Rodrigo Gomes, dos sub-23, "porque ele merece, obviamente, mas fundamentalmente porque" há "mais problemas na equipa", acrescentou.
 

O treinador revelou ainda que "um dos grandes desafios do Sporting de Braga é tentar colocar o máximo de jogadores nas seleções principais dos seus países".
 

"Conseguimos colocar o Paulinho e o Sequeira, e temos outros jogadores de elevada competência. Nas paragens para as seleções, se conseguirmos meter 50% dos jogadores que normalmente o Benfica, o Sporting e o FC Porto têm nas respetivas seleções, aí podemos dizer que estamos a subir de patamar e mais perto dessas equipas", disse.
 

Sporting de Braga e FC Porto defrontam-se na segunda mão das meias-finais da Taça de Portugal a partir das 20:15 de quarta-feira, no Estádio do Dragão, no Porto, jogo que será arbitrado por Artur Soares Dias, da associação do Porto.

Deixa o teu comentário