Braga, sexta-feira

Super Mario já brilha

Desporto

09 Julho 2021

Joana Russo Belo Joana Russo Belo

SC Braga venceu o segundo teste de pré-época, frente ao Trofense, por 1-0. Reforço Mario González apontou o golo da vitória. É o segundo golo do avançado espanhol.

Dois jogos, dois golos. É o Super Mario já em acção nesta fase de pré-época e a deixar excelentes indicações a Carlos Carvalhal. Mario González deu o triunfo ao SC Braga diante do Trofense, da II Liga, no segundo teste na preparação da nova temporada, realizado, ontem, no Complexo Desportivo de Fão. O reforço apontou o golo decisivo na segunda parte, aos 71 minutos, num cabeceamento perfeito.

O avançado espanhol, de 25 anos - um dos reforços de peso para o plantel arsenalista versão 2021/22 - chegou com rótulo de craque, após os 15 golos apontados pelo Tondela, na temporada passada, e uma cláusula que ficou fixada em 30 milhões de euros, e já brilha com a camisola do SC Braga.

Estreou-se a marcar no particular diante da equipa do FC Vizela, com uma bomba indefensável, num jogo em que podia até ter feito mais vezes o gosto ao pé e voltou a desequilibrar e a ser decisivo no teste de ontem com o Trofense. Fez uma assistência perfeita para Piazon, que desperdiçou e atirou a rasar o poste, e apontou o golo do triunfo num cabeceamento em cheio a deixar boas perspectivas para o futuro.

Neste encontro, o SC Braga apresentou-se privilegiando a posse de bola e com uma organização defensiva eficaz, o que não permitiu grandes oportunidades ao Trofense. Já na outra baliza, defendida por Rogério, as oportunidades foram surgindo: primeiro Vitinha, após belo cruzamento de Galeno, cabeceou por cima da trave; depois foi Galeno a atirar forte para defesa atenta do guardião.

Apesar das ocasiões, o nulo manteve-se até ao intervalo e, no segundo tempo, a formação arsenalista continuou a ser a equipa mais perigosa. Aos 65 minutos, Piazon colocou a bola a rasar o poste, depois de uma assistência perfeita de Mario González.

O avançado espanhol agitou, verdadeiramente, o jogo e, à passagem do minuto 71, festejou o golo que deu a vitória. Rodrigo Gomes cruzou com conta, peso e medida para Mario González, que não deu hipótese de defesa com um cabeceamento fulminante.

Deixa o teu comentário