Braga, segunda-feira

Treinador do Santa Clara diz que jogo com o Vitória será 'diferente' do anterior

Desporto

20 Dezembro 2020

Redação

O treinador do Santa Clara, Daniel Ramos, disse hoje que o jogo frente ao Vitória do Guimarães, da 10.ª jornada da I Liga de futebol, vai ser diferente da partida entre as equipas para a Taça de Portugal.

O treinador do Santa Clara, Daniel Ramos, disse hoje que o jogo frente ao Vitória do Guimarães, da 10.ª jornada da I Liga de futebol, vai ser “diferente” da partida entre as equipas para a Taça de Portugal.

“[Vamos ter] um jogo diferente, em alguns aspetos, igual noutros, mas um jogo diferente. Este primeiro jogo permitiu um maior conhecimento daquilo que já existia e há o reforçar de certos aspetos”, afirmou Daniel Ramos, referindo-se ao jogo da Taça de Portugal.

Há uma semana, em 13 de dezembro, as duas equipas defrontaram-se para a Taça de Portugal, no estádio D. Afonso Henriques, num jogo que terminou com a vitória do Santa Clara por 1-0, que assim se qualificou para os oitavos de final da competição.

No estádio de São Miguel, em Ponta Delgada, Daniel Ramos considerou que o próximo encontro terá uma “ideia comum” entre ambas as formações, que é a da “procura pela vitória”.

“[Será] um jogo com intensidade, determinação, um jogo que eu acho que vai ser muito competitivo novamente, de resultado incerto, porque vão estar presentes duas boas equipas”, afirmou.

Daniel Ramos salientou que, se “possível”, a equipa açoriana “vai tentar ter bola” e assumir o “domínio” do encontro, mas registou que “não é a posse de bola” que irá dar “satisfação” à equipa.

“Sabemos aquilo que queremos para o jogo. A equipa está ciente de que iremos ter um adversário competente pela frente, mas, por outro lado, estamos numa fase que nos parece boa, conseguimos uma vitória boa, estamos com a motivação em alta”, declarou.

Depois da derrota frente ao Santa Clara, o Vitória de Guimarães empatou diante do Benfica (1-1) para a Taça da Liga, mas acabou afastado da competição após ter perdido nos penáltis (1-4) com os ‘encarnados’.

Para Daniel Ramos, esta foi uma “semana dura” para Vitória de Guimarães, em virtude de o clube liderado por João Henriques ter sido afastado de duas competições, Taça da Liga e Taça de Portugal.

“Que foi uma semana dura, foi, certamente, porque ficaram de fora de duas competições, o que não é agradável e certamente tem peso, mas não é problema nosso, nós temos é de olhar para dentro”, acrescentou.

O treinador do Santa Clara realçou ainda a “importância de marcar primeiro”, uma vez que está “cada vez mais difícil virar resultados”.

“Mesmo as equipas teoricamente menos favoritas para os jogos estão neste momento a criar grandes dificuldades às outras mais favoritas. O equilíbrio é a nota dominante deste campeonato. Há muito equilíbrio e o golo está cada vez mais caro”, defendeu.

O técnico dos açorianos considerou ainda um “duro golpe” a lesão de Júlio Romão (autor do golo diante do Vitória de Guimarães para a Taça de Portugal), que vai estar fora até ao final da época devido a uma lesão no joelho direito.

No campeonato, os açorianos acumulam duas derrotas, diante de Nacional (3-1) e FC Porto (1-0). Já o Vitória de Guimarães, conseguiu duas vitórias nas últimas partidas da I Liga, frente a Portimonense (1-0) e Tondela (2-0).

Santa Clara, sétimo classificado, com 13 pontos, recebe o Vitória de Guimarães, quinto, com 16, na segunda-feira, às 19:15 (horas locais), no estádio de São Miguel, nos Açores.

Deixa o teu comentário