Braga, sexta-feira

Treinador do Vitória de Guimarães quer superar agressividade do Paços de Ferreira

Desporto

20 Fevereiro 2021

Lusa

O treinador João Henriques afirmou hoje que o Vitoria de Guimarães precisa de "superar a agressividade" do Paços de Ferreira, para somar pontos no embate de domingo, referente à 20.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol.

Após três empates e uma derrota nos últimos quatro jogos, a formação vimaranense, sexta classificada do campeonato, com 32 pontos, desloca-se ao Estádio Capital do Móvel para defrontar a equipa logo acima na tabela, com 35, e, para o seu treinador, precisa de ser agressiva para ter sucesso frente a um adversário que "está na classificação que está pela competência em cada um dos momentos do jogo".
 

"[Temos de] igualar e superar mesmo [a agressividade do Paços de Ferreira]. Quando falo de agressividade, não falo de fazer mais faltas. Falo da agressividade positiva dos duelos, de, nos momentos com bola, chegar com grande agressividade à área do adversário e de se ser pragmático nos momentos para finalizar", salientou, na antevisão à partida agendada para as 15:00, em Paços de Ferreira.
 

João Henriques realçou ainda que a "vontade em conquistar a bola rapidamente" e a capacidade em "pressionar o adversário alto" são fatores-chave para o "campeonato extraordinário" dos ‘castores', principalmente em casa (20 pontos em 27 possíveis), condição na qual bateram o segundo classificado, FC Porto (3-2), e o terceiro, Sporting de Braga (2-0), tendo apenas perdido com o líder Sporting (2-0).
 

"Tem 35 pontos conquistados com todo o mérito. É uma equipa que tem sido muito regular, muito sólida, muito capaz em cada momento do jogo. É uma equipa reconhecidamente organizada, agressiva e pragmática seja no momento defensivo, seja no momento ofensivo. As individualidades são potenciadas por esse coletivo forte", descreveu o técnico, que já orientou o Paços, na época 2017/18.
 

O ‘timoneiro' vitoriano elogiou ainda o colega de profissão Pepa, que, no seu entender, "já tem vários anos seguidos de bons trabalhos", apesar do rendimento no presente campeonato ser o "mais mediático".
 

João Henriques reconheceu ainda a "preocupação" com os seis golos sofridos nas últimas três partidas - um com Belenenses SAD, três com Rio Ave e dois com Farense -, tendo dito que as "individualidades ficaram expostas ao erro" devido às falhas coletivas e que o Vitória está "preparado para voltar a ser mais sólido no setor".
 

Questionado ainda sobre as críticas que o futebol português às vezes sofre, mesmo com o FC Porto a ser capaz de bater o campeão italiano, Juventus, na Liga dos Campeões (2-1), João Henriques defendeu que as equipas portuguesas, quer na I Liga, quer nas provas europeias, fazem "muito com pouco" e têm profissionais de "grande competência".
 

"Dentro do nosso campeonato, há equipas com orçamentos 10 ou 20 vezes inferiores às melhores a vencerem e a dificultarem-lhes a vida. Da mesma forma, os nossos representantes na Europa fazem isso com aqueles que têm 10 vezes mais do que nós", disse.
 

O Vitória de Guimarães, sexto classificado da I Liga, com 32 pontos, defronta o Paços de Ferreira, quinto, com 35, em partida da 20.ª jornada, agendada para as 15:00 de domingo, no Estádio Capital do Móvel, em Paços de Ferreira, com arbitragem de Nuno Almeida, da Associação de Futebol do Algarve.

Deixa o teu comentário