Braga, quinta-feira

'Vamos estar no máximo das nossas capacidades'

Desporto

06 Dezembro 2020

Redação

SC Braga joga em casa do Belenenses SAD, a partir das 20 horas, em jogo da 9.ª jornada da I Liga. Carvalhal garante uma equipa na máxima força.

Mais do que o possível desgaste físico do duelo europeu e da viagem da Grécia, vai prevalecer a motivação dos guerreiros no duelo desta noite, em casa do Belenenses SAD, em jogo da 9.ª jornada da I Liga. O SC Braga entra em campo três dias depois da Liga Europa, mas Carlos Carvalhal garante uma equipa na máxima força, lembrando que as vitórias também ajudam na recuperação dos jogadores.

“Estamos na máxima força, motivados e muito empenhados para o jogo. Sabemos que vamos defrontar um adversário difícil, as equipas do Petit são sempre equipas muito bem organizadas e agressivas no bom sentido. Preparámo-nos da melhor forma e estamos muito motivados e muito focados neste jogo. A intenção é ir buscar os três pontos e a determinação é nesse sentido. Temos um respeito muito grande pelo Belenenses e sabemos que se antevê um jogo muito difícil para ambas as equipas, mas a motivação e a determinação é muito grande da nossa parte”, revelou o treinador, em declarações à Next, destacando a importância de “preparar um jogo sobre vitórias”.

“Felizmente temos ganho muitas vezes e a recuperação acaba por ser melhor e mais fácil de se fazer, se é que é fácil nestas circunstâncias, mas fundamentalmente temos um plantel de boa qualidade e que nos permite fazer uma boa gestão. Não temos razões para duvidar que amanhã [hoje], no jogo com o Belenenses, vamos estar no máximo das nossas capacidades”, frisou.

Carvalhal garante que vai apresentar “uma equipa na máxima força para discutir os três pontos” e destaca a atitude dos arsenalistas no ciclo de jogos intenso: “tivemos um jogo muito bem conseguido com o Leicester, depois uma vitória excelente contra o Farense e demos uma resposta fantástica no jogo com o AEK. As pessoas não têm noção, porque na televisão não era visível, mas o relvado estava horrível. Aliás, o pouco apreensivo que eu estava no dia antes tinha a ver com as condições do relvado, mas, mesmo naquelas condições, fizemos um futebol de alta qualidade, uma vitória brilhante e que foi excelente para Portugal”.

Deixa o teu comentário