Braga, quarta-feira

Viagem histórica Do Ferro ao Ouro vai passar por Barcelos, Braga e Esposende

Diversos

28 Maio 2021

Lusa

As cidades de Barcelos, Braga e Esposende vão acolher a partir de sexta-feira e até 26 de setembro, 139 espetáculos inseridos na Viagem histórico-cultural Do ferro ao Ouro, foi hoje divulgado.

Em comunicado de imprensa, a autarquia de Esposende explica que os espetáculos visam a “divulgação e integração territorial” através de “criações, recriações, performances, experiências imersivas e reinterpretações”, numa simbiose entre o “contemporâneo, a história e o património do território”.
 

As atividades pretendem ainda potenciar a atração de fluxos turísticos crescentes”, assim como “a participação direta das comunidades locais”.
 

Para tal, a organização prevê uma “extensa rede de parceiros” e privilegia a “mediação criativa e interação direta com o público”, sem esquecer a perspetiva de viagem pelo tempo e território.
 

O arranque do projeto acontece na sexta-feira, no Salão Medieval da Reitoria da Universidade do Minho, em Braga, com o Coro de Câmara de Barcelos e termina a 26 de setembro com a Nova Comédia Bracarense, no Espaço Vita também em Braga.
 

“Todos os eventos do programa são de acesso gratuito, estando todas as atividades sujeitas às normas da Direção-Geral da Saúde em vigor na altura da sua realização”, salienta a organização.
 

Os eventos vão estender-se por 21 locais “associados a espaços distintivos que valorizam o património cultural”, nomeadamente sítios arqueológicos, monumentos, jardins históricos, museus e palácios.
 

Tendo em conta os períodos históricos, a viagem histórico-cultural vai ter três ações principais: O Galaico-Romano (organizada pelo concelho de Esposende), O Legado Medieval (organizada pelo concelho de Barcelos) e O Esplendor Áureo (organizada pelo concelho de Braga).
 

A iniciativa é co-financiada pelo programa NORTE 2020 - Programa Operacional Regional do Norte, Portugal 2020 e pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), sob o “Domínio da Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos.
 

“A programação cultural em rede é promovida em parceria pelo município de Esposende (que assume a condição de parceiro líder) e pelos municípios de Barcelos e Braga, e pela Esposende 2000, estas na qualidade de entidades copromotoras”, descreve a autarquia de Esposende.
 

O total do investimento “ascende a 313.246,30€, sendo investimento elegível 296.269,49€, comparticipado a 100% pelo FEDER”, acrescenta.
 

A viagem histórica pretende contribuir ainda para atingir as metas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), incluídos na Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU).

Deixa o teu comentário