Braga, sábado

Vilaverdenses unidos a santo especial

Regional

12 Junho 2020

Redação

Amanhã é dia de Santo António e Vila Verde marca as festas concelhias com uma eucaristia, que será transmitida no Facebook do município.

Por ser “um santo especial” para o concelho, o Município de Vila Verde não quis deixar “passar em claro” a celebração do Santo António. Tal como manda a tradição, será celebrada amanhã, a partir das 11 horas, a eucaristia na igreja matriz de Vila Verde, sendo transmitida através do Facebook do município. “As festas em honra de Santo António, que também é feriado municipal, que a todos nos une não podiam passar em claro”, assumiu a vereadora da Cultura da Câmara Municipal de Vila Verde, Júlia Fernandes, confidenciando que todos sentem “nostalgia por não se estar a realizar as festas concelhias”, mas deixou a garantia que, para o ano, a festa será “a dobrar”.

Dada a conjuntura actual devido à pandemia causada pela Covid-19 e a habitual aglomeração de pessoas num evento desta natureza, a organização das festividades concelhias considerou não estarem reunidas todas as condições sanitárias e logísticas necessárias para a realização do evento. “Se não fosse a pandemia estaríamos em plena festa em honra de Santo António com todo o programa rico e diversificado”, referiu a vereadora, realçando que “não se podia deixar de assinalar uma data que é considerada tão especial para o povo vilaverdense”.

Por isso, a ‘festa’ vai ser celebrada com uma missa, amanhã (dia do santo) às 11 horas, na igreja matriz de Vila Verde, a qual vai ser transmitida em directo no Facebook oficial da Câmara Municipal de Vila Verde. “Surgiu a proposta para fazer a transmissão online através da página do Facebook para que todos aqueles que estão espalhados pelo mundo também possam sentir, que apesar desta situação vivida mundialmente, vamos com todas as regras, rigor e cuidados celebrar”, adiantou. Sobre as regras, Júlia Fernandes foi peremptória: “as regras para assistir à missa de Santo António são, naturalmente, iguais às impostas pela Direcção-Geral de Saúde para as já habituais missas semanais. É obrigatório o uso da máscara, excluindo apenas o momento da comunhão e as mãos devem ser desinfectadas à entrada”.

Com uma capacidade para cerca de 200 pessoas, a igreja terá os lugares marcados, estando uma equipa de jovens disponível para fazer o acolhimento. Júlia Fernandes deixou o apelo para todos cumprirem as regras de segurança e higiene.

Deixa o teu comentário

Bem-vindo á Antena Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho