Braga, quarta-feira

Xico Andebol: Não vamos desistir e muito menos parar

Desporto

02 Maio 2020

Redação

Clube vimaranense criou uma metodologia para que os atletas continuem a actividade física, em casa, após ter sido um dos primeiros a suspender os treinos devido à pandemia de Covid-19. E mostra confiança para o futuro!

Com o intuito de manter a actividade física de uma forma regular dos atletas, o Clube Desportivo Xico Andebol desenvolveu uma metodologia para que os mesmos possam continuar a realizar os treinos em casa e a serem devidamente acompanhados. Mauro Fernandes, vice-presidente do clube de Guimarães, explicou como é que tem funcionado este acompanhamento diário dos atletas e revelou ainda em que é que consiste este programa que envolve toda a estrutura do clube e que surge como uma resposta à situação provocada pelo novo coronavírus.

A manutenção da saúde e da forma física dos atletas é a prioridade da instituição, que acredita conseguir mantê-los motivados, mesmo tendo já a certeza de que, pelo menos esta época, não vão voltar a fazer aquilo que mais gostam - jogar andebol - de forma competitiva.

“Temos um histórico que nos leva a esta situação. Este ano montámos tudo e definimos uma estratégia, começámos a criar os primeiros procedimentos e a ver resultados excelentes. Portanto, os miúdos neste momento sabem que há um trabalho que estavam a começar a desenvolver, estavam a ganhar forma física e viam o desempenho a melhorar. De alguma forma isso funciona como a primeira motivação. Manter a forma física adquirida até aqui. E depois tem tudo a ver com as tecnologias, às quais eles estão muito abertos e bastante aptos à utilização, com os materiais que nós estamos a conceder e com a forma como estamos a conceber, acabando por atraí-los ao treino”, refere Mauro Fernandes.

Mauro Fernandes esclareceu ainda sobre qual o procedimento organizativo que está a ser levado a cabo no Clube Desportivo Xico Andebol e as vertentes que estão a ser colmatadas, neste período de contingência a todos os níveis.

“Bem recentemente estive a falar com um dos nossos treinadores que se queixava de ter demasiado tempo livre agora e queria saber em que é que podia contribuir mais além do trabalho do grupo dele [risos]. O que estamos a definir para uma segunda fase é complementar os trabalhos do preparador físico com exercícios desenvolvidos pelos próprios treinadores, não olhando tanto para a vertente física que já está a ser assegurada pelo preparador, mas sim à vertente andebolística, com alguma criatividade. Alguns gestos, algumas fintas e sendo adaptado ao escalão treinado por cada um. Conseguimos com isto que nenhum escalão ficasse desenraizado das ideologias do seu treinador. Neste momento conseguimos resolver algumas debilidade que tínhamos durante o ano, quando não havia tempo para trabalho individual, e que hoje é perfeitamente possível”, admite Mauro Fernandes, numa clara alusão de que o tempo passado em casa, de maneira obrigatória por causa da prevenção contra a pandemia de Covid-19, pode ser utilizado de formas muito produtivas, algo que tem sido feito um pouco por todos os elementos da estrutura do Xico Andebol que, para além da sua vida pessoal, dedicam-se ainda mais à sua modalidade e ao seu clube.

Metodologia: “Plataformas dão ajuda extra”

O Xico Andebol desenvolveu, há um ano, um sistema de informação adequado à gestão desportiva e à gestão de eventos ou financeira do clube. Recentemente foi introduzido um controlo, por parte dos treinadores das rotinas à assiduidade do atleta, o registo dos treinos, o calendário anual e os jogos registados antecipadamente. “O que fizemos foi, com base em plataformas open source ou gratuitas, começar a produzir imediata-mente materiais, vídeos que já existem ou elaborados por nós. O preparador físico tem, neste momento, 40 vídeos de níveis diferentes para os diferentes escalões, com demonstração dos exercícios e como devem ser feitos. As plataformas que usamos e que estão disponíveis são o suporte, em vídeo, para o trabalho em casa. Complementamos com o recurso a mais duas aplicações, como a Adidas Training que agora está disponível gratuitamente durante 90 dias, e os treinadores sentem-se bastante apoiados na ferramenta com o conhecimento que têm. É também bastante atractivo para os miúdos porque podem instalar a aplicação, todos pontuam, fazem likes aos exercícios uns dos outros, competem entre eles para fazer mais pontos, criando alguma motivação. Temos também uma rotina semanal de um treino conjunto em videoconferência, em que o preparador físico faz uma aula em directo para os atletas e ainda um desafio semanal que é proposto e o vencedor tem o privilégio de escolher o treino seguinte, ou definir um dia de folga, ou seja, é uma motivação extra”, define o vice-presidente do Xico Andebol.

Reacção dos pais: “Toda a gente está a aderir”

Os pais dos atletas do Xico Andebol também participam nesta nova forma de treino, assegurando a estabilidade do clube e apoiando as iniciativas dos treinadores, para que possam coordenar os treinos com os compromissos escolares. “A reacção geral tem sido muito boa. Grande parte dos pais ainda não tiveram oportunidade de dar opinião, devido às circunstâncias, mas estão a aderir. De tal forma que temos um sistema de mensalidade e continuamos a funcionar a nível de pagamentos. Todos os pais foram avisados e deixámos espaço para eles exporem dúvidas e não tivemos feedback negativo”.

Deixa o teu comentário

Bem-vindo á Antena Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho